15 de out de 2011

Feliz dia dos professores!

Bom dia!
Hoje é o nosso dia, o dia dos Professores. Nós, que educamos com tanto carinho aos pequenos e grandinhos, que dedicamos até mesmo nosso tempo livre para buscar novidades para nossos alunos. Que choramos junto com eles, que sorrimos com cada conquista deles...
Às vezes os conhecemos mais até que seus próprios pais, quando passam muito tempo na escola...
Embora muitas vezes nos sentimos desanimados, tristes, desvalorizados, fazemos esse trabalho não apenas como "trabalho", mas uma missão, "a mais nobre de todas as missões..."
A todos os colegas (professores ou não) deixo uma mensagem muito legal que simboliza tudo o que devemos levar para sempre conosco:

"Tudo o que deveria saber na vida aprendi no jardim de infância"

Tudo o que eu preciso mesmo saber sobre como viver, o que fazer, e como ser, aprendi no jardim de infância. A sabedoria não estava no topo da montanha mais alta, no último ano do curso superior, mas no tanque de areia do pátio da escolinha de Educação Infantil.

Vejamos o que aprendi:


  • Dividir tudo com os companheiros;
  • Jogar conforme as regras do jogo;
  • Não bater em ninguém;
  • Guardar os brinquedos onde os apanhava;
  • Arrumar a bagunça que eu mesmo fazia;
  • Não tocar no que era meu;
  • Pedir desculpas se machucava alguém;
  • Lavar as mãos antes de comer;
  • Apertar a descarga da privada;
  • Biscoito quente e leite frio fazem bem à saúde;
  • Fazer de tudo um pouco: estudar, pensar e desenhar;
  • Pintar, cantar e dançar, brincar e trabalhar;
  • De tudo um pouco, todos os dias;
  • Tirar uma soneca todos os dias;
  • Ao sair pelo mundo, cuidado com o trânsito;
  • Ficar sempre de mãos dadas com o companheiro;
  • E sempre "de olho" na professora.
Tudo o que você precisa mesmo saber está por aí, em algum lugar. A regra de ouro, o amor e os princípios de higiene. Ecologia e política, igualdade e vida saudável.

Escolha um desses itens e elabore em termos sofisticados, em linguagem de adultos. Depois, aplique-o à vida de sua família, ao seu trabalho, a forma de governo do seu país, ao seu mundo, e verá que a verdade que ele contém mantém-se clara e firme. Pense o quanto o mundo seria melhor se todos nós - o mundo inteiro- fizéssemos um lanche de biscoito com leite às três da tarde e depois deitássemos para uma soneca. Ou se todos os governos adotassem uma política básica, a ideia de recolocar as coisas no lugar onde estavam quando foram retiradas. Arrumar a "bagunça" que tivessem feito.

É verdade, não importa quantos anos você tenha, ao sair pelo mundo, vá de mãos dadas e fique sempre "de olho" no companheiro.